Quem não sabe pensar acredita no que pensa.

Quem sabe pensar desconfia do que pensa, e põe-se a repensar…

Dreadlock: Saiba mais

Posted by teiversonalves em 21 de maio de 2007

O Dreadlock é uma forma de se manter os cabelos que se tornou mundialmente famosa com o movimento rastafari, consiste em bolos cilíndricos de cabelo que aparentam “cordas” pendendo do topo da cabeça. Os dreadlocks também podem ser chamados de Locks, ou simplesmente Dreads.

História
Ao contrário do que se pensa, os DreadLocks não nasceram com o movimento rastafari e com Bob Marley, o uso de dreads é tão antigo que se torna impossível datar corretamente quando começaram a ser utilizados.

Mas o que se sabe é que povos que habitavam a região da Índia foram provavelmente os primeiros a se utilizar dos locks principalmente por uma questão de praticidade: os cabelos tornavam-se longos e era extremamente difícil corta-los, então, deixavam que se enrolassem e com o óleo natural do couro cabeludo torciam os cabelos para que conservasem uma forma cilíndrica, que diminuía o volume e tamanho do cabelo original.

Porém os Dreadlocks tornaram famosos com o movimento rastafari. Os Rastafaris não cortam ou penteam os cabelos, pois assim está escrito na Bíblia em Levítico 19: 27, e como forma de protesto contra a Babilônia ( o Sistema , um conjunto de idéias e valores que mantêm os indivíduos alienados e escravos mentalmente)e seu padrão de Beleza imposto pelas Classes Dominantes, Burguesia.

Higiene
É fato que na época em que surgiram representavam um sério risco de higiene, a se tratar pelos padrões de hoje, mas atualmente esta concepção não é absoluta, sendo a higiene comparada à pessoas sem os Dreadlocks.

Existe, assim como com qualquer cabelo, quem tenham os Dreads limpos, e quem os tenha sujos. Isso é apenas uma questão de gosto do usuário, pois apesar de acarretar mais trabalho por parte do dono do cabelo, mante-los limpos e lava-los todos os dias é plenamente possível, e inclusive praticado por grande parte dos adeptos deste estilo.
Tratar de dreads em pouco difere do trato de cabelos normais, porém é preciso tomar um cuidado especial em secar o cabelo, pois a humidade pode gerar um acúmulo de fungos que causam o mau cheiro.

Preconceito
Talvez por fugir drásticamente dos padrões de beleza adotados pela maioria da população ou talvez pela associação do estilo ao consumo de cannabis, o usuário de Dreads sofre um imenso preconceito na maioria dos Países.

O adepto deste estilo normalmente tem severos problemas para conseguir emprego, e quando o trabalho exige relação direta com o cliente é praticamente impossível conseguir a vaga. Esta tendência de pré-julgar o usuário de dreads mostra-se mais forte em sociedades com baixo nível cultural e educacional. Em países europeus como por exemplo a Suíça freqüentemente vê-se pessoas utilizando dreads, pois o respeito a outras culturas é muito mais forte por lá.
É bom lavar com água sanitária também, pois sua fórmula resulta na “morte” dos fungos.

Como fazer e cultivar
Existe o falso mito de que para se fazer dread em cabelos lisos é necessário que os mesmos não sejam lavados por um certo tempo antes da aplicação. Porém a informação dista muito da realidade, pois cabelos não lavados ficam oleosos e dificultam o processo.

Existem várias formas de se “dredar” o cabelo, as três mais freqüentes são:

Tradicional
Este é o meio mais difícil de se fazer dreads, exige muita dedicação e o resultado costuma não se equiparar com o que se obtém através das outras formas. É recomendado que se tenha o cabelo crespo típico do negro africano, outros cabelos dificilmente manterão a forma. O Processo consiste em não lavar o cabelo com shampoo ou qualquer outro produto que possa alisar os cabelos, e a medida que cresce ir enrolando o cabelo com a palma das mãos formando os dreads. Este é o método utilizado pelos Rastafari, não é muito recomendado pois torna-se difícil mantê-los limpos e os dreads ficam sempre com uma aparência de sujos.

Para quem é negro e tem cabelo crespo tem um opção de enrolar o cabelo no modelo Baião-de-Dois e depois separar os dois. O resultado será o dread que com o tempo ficar mais grosso. É necessário ter cuidado e sempre está separando os dreads Deve-se lavá-lo apenas 15 dias depois de os enrolar e só o fazer com água do mar e sabão azul

Com cera
Este é seguramente o mais utilizado nos dias de hoje, funciona com qualquer tipo de cabelo. É necessário que o cabelo já tenha um certo comprimento, em torno de 10cm, mas recomenda-se mais. O processo consiste em dividir o cabelo em setores de cerca de 2cm, e pentear cada setor da ponta para a raíz com um pente de ferro visando embolar os cabelos. Depois de embolados todos os dreads aplica-se cera de abelha para fixa-los. Uma manutenção freqüente torna-se necessária para que os cabelos não soltem, que consiste em aplicar cera periodicamente e enrola-los com a palma da mão.

Com agulha
Este processo é muito dolorido, mas resulta em dreads mais compactos e limpos. Divide-se o cabelo e penteia-se da ponta à raiz, como no processo com cera. Daí “costura-se” o cabelo com uma agulha de crochê. Algumas pessoas depois disso ainda aplicam a cera. Uma manutençào frequente é muito recomendada, que consiste em re-costurar os cabelos com a agulha quando soltam alguns fios e enrola-los com a palma das mãos.

O que define o resultado dos processos porém é a manutenção. Costuma-se dizer que os dreads ficam bons quando “travam”, ou seja, quando não é mais possível solta-los. É recomendado lavar os cabelos regularmente com shampoo sem resíduos ou sabonete de coco, e depois seca-los muito bem com secador e ao sol. Deve-se atentar para o mau cheiro, que indica a presença de fungos. O comprimento costuma reduzir 20% em cabelos encaracolados depois de aplicados os dreads. A redução é bem maior em cabelos lisos. (Fonte: Wikipédia)dread

4 Respostas to “Dreadlock: Saiba mais”

  1. adriano said

    gostei da matéria,mais se possível queria obter mais informações.por exemplo;de acordo o cabelo cresce como fazer pra deixar os dreads apertados e como se costura os dreads? meu cabelo é liso. valeu

  2. Patricia said

    Achei muito interessante…pois a cultura rastafari é muito descriminada ainda,as pessoas com certeza ligam rapidamente a usuarios de maconha,quando que a mente elevada a Deus e as orações é o que eles buscam!!parabéns

  3. Júnior said

    Cara, muito bom esse texto ! Já tem um tempo q tô planejando fazer dread e o texto me orientou muito sobre alguns cuidados q devo tomar, etc. Parabéns !!!

    abraço

  4. Chiara said

    Gostaria de saber onde posso fazer uma dread igual ao da foto????

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: