Quem não sabe pensar acredita no que pensa.

Quem sabe pensar desconfia do que pensa, e põe-se a repensar…

Vivemos no mundo das opiniões e não da verdade

Posted by teiversonalves em 8 de maio de 2007

As mentes mais brilhantes da Grécia antiga já haviam discutido profundamente a questão do discurso e sua correspondência com a realidade, ou para ser mais radical com a verdade. Para Protágoras “O Homem é a medida de todas as coisas”. “Do ser das coisas que são e do não-ser das coisas que não são”. Esta Tese deu margem para os retóricos influenciarem a política e jurisprudência nas ágoras gregas. Platão em suas narrativas socráticas se contrapôs a essa corrente com sua tese na qual defendia através da dialética (diálogo ético no qual a verdade surge pelo contraposição de idéias divergentes), que a verdade está no mundo das idéias e que só a mente desprovida de arrogãncia e com a finalidade de atingir a verdade e o bem alcança a essência verdadeira das coisas do mundo. (este resumo que fiz sobre o platonismo é reducinista e precário, mas enfim). Aristóles, “pai” da lógica clássica, conseguiu conciliar a retórica com o platonismo. Ele concebeu a idéia que o homem mede as coisas pelo seu discurso, porém há nas coisas qualidades que corresponde com este discurso na medida em que o conteúdo deste discurso são verdadeiras. O discurso formal pode ser verdadeiro ou falso na media em que o conteúdo deste discurso corresponde com a verdade dos fatos ou não. mas há discursos formais cujo a lógica formal é verdadeira porém os mesmos não correspondem com a realidade externas a eles.. Estes são os mais desvirtuados e perigosos… O homem mede e mesura tudo para entender e controlar. Na minha opinião, nomeamos tudo e estamos tacitamente em acordo com o que nomeamos, uma convenção. Entretanto a essência do ser, por se alterar e por não podermos apreendê-la, será sempre um mistério. Por isso a ciência não pára de pesquisar, e em cada resposta encontrada surge uma nova pergunta. Minha opinião está muito próxima da corrente dos Céticos gregos que afirmaram que “O ser não é, e mesmo que o ser fosse, ele não poderia ser conhecido. E mesmo que o ser pudesse ser conhecido este conhecimento não poderia ser comunicado”
coliseu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: