Quem não sabe pensar acredita no que pensa.

Quem sabe pensar desconfia do que pensa, e põe-se a repensar…

Deus existe! E ele é a sua força para viver!

Posted by teiversonalves em 2 de maio de 2007

Enquanto Descartes se preocupa com o conhecimento e tem o homem apenas como criatura de Deus – o homem não faz parte de Deus -, Spinosa se preocupará, não só com o conhecimento, mas também com a salvação e tornará o homem parte da natureza. O homem agora é um finito que faz parte de um infinito, que é a soma do corpo e espírito. O corpo é uma pequena parte de uma extensão do infinito. O espírito uma parte do pensamento infinito. Nesse sentido, o homem deixa de ser totalmente livre e independente, pois agora ele está ligado a uma substância infinita. No lugar de liberdade entra a necessidade.

Tudo agora é necessário no mundo onde Deus necessariamente se manifesta. Tudo o que acontece é necessário. O homem, então, não deve agir por conta própria, mas em conformidade com as leis da sua própria natureza. Ele agora perde o poder de julgar, isto é, de afirmar ou negar as idéias, pois a verdadeira idéia afirma-se por si própria. Agora, como parte do pensamento infinito, como seres frágeis, mas potencialmente forte, o homem deve sempre fortalecer o seu poder e o crescimento do poder traz a alegria. Aumentando a sua potencialidade, o homem deixa de ser ignorante, deixa de se enganar pelos sentidos e pelas paixões. Deixa de ver o sol como um pequena bola de fogo que gira em torno da terra.

O homem, então, deve adquirir conhecimento para obter a salvação. O conhecimento nos liberta da ignorância, aumenta nosso poder e realiza a nossa felicidade, e esta depende do conhecimento intuitivo, que é conhecer as coisas em Deus. Aquele que detém o conhecimento intuitivo é aquele tem a necessidade amar a Deus, causa da sua felicidade e poder. Amando Deus, o homem é também amado por Ele. Mas esse amor não é o mesmo amor entre os homens, diferentes personalidades , já que o amor entre Deus e os homens é amor de Deus para consigo mesmo, pois os homens são idênticos a Ele, já que tudo faz parte Dele. É sguindo os ditames da natureza, já que somos parte dela, é aumentamos a nossa potencialidade que nos tornamos poderosos, isto é, esclarecidos. Aquele que bem concatenar as idéias conhecerá Deus, e Ele, então, o levará à salvação, que é o esclarecimento e a sabedoria para explicar as partes defeituosas deste mundo, apreendidas pelos sentidos.

Não se abalará nem mesmo com as piores tormentas, pois saberá que é inevitável o encadeamento de causas e dos efeitos dessas tormentas. Homem esclarecido é homem centrado, pois como possui entendimento, ele sai dos limites da sua individualidade para coincidir com o ponto de vista de Deus. E no conhecimento de Deus, o homem encontra a verdadeira liberdade, o verdadeiro poder e a verdadeira felicidade. Spinosa nos ensina que se conhecermos as causas da tristeza, ela deixará de ser uma paixão, isto é , ela deixa de ser tristeza. Daí, basta compreendermos que Deus é causa da tristeza; e se ela é causada por Ele, e disso sabemos, experimentamos alegria. Toda a realidade provem de Deus, portanto tudo participa Dele. Se o homem conhece apenas as coisas daqui e julga que as coisas finitas são absolutas, ele está sendo enganado pelos sentidos. Ele é escravo do erro do conhecimento sensível.

O homem é dotado de razão e deve fazer um bom uso dela, pois é o conhecimento racional que o libertará das paixões, pois somos, no princípio, escravos dela, da ignorância. Devemos nos libertar das paixões; e somos naturalmente dotados de poder para isso. Potencialmente, então, somos capazes de conseguir a salvação, que se dá pelo conhecimento. O homem é mortal, mas é capaz de participar da vida eterna. Aquele, que é livre da escravidão das paixões e da ignorância, pois seu conhecimento é racional, é capaz de tocar a felicidade, já que esta depende da ciência maior, que é conhecer Deus.

Uma vez que o homem conhece Deus, ele atinge uma necessidade superior que é amar Deus, pois é Ele a causa do poder e da felicidade. E aquele que conhece Deus e O ama, é também amado por Ele e como é parte Dele, já vive na vida eterna, pois seu conhecimento do eterno é eterno.
deus

Uma resposta to “Deus existe! E ele é a sua força para viver!”

  1. simonie do carmo degale . said

    sim deus existe realmete ele e a nossa esperança.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: